23 de dezembro de 2012

A FORÇA QUE IMPERA DIANTE DA FRAQUEZA

Não existe nada mais ofensivo para um homem que uma circunstância que o torne fraco e transpareça a sua incapacidade, diante de tudo, e de todos. A palavra ''Fraqueza'' desarmoniza completamente com o tracejar de um perfil masculino. Os homens fracos tornam-se automaticamente inseguros diante de qualquer demonstração de fraqueza da sua parte, e os outros homens do ambiente, por sua vez, desaprovam tal comportamento. As mulheres os desconsideram e desprezam, e ele próprio acumula rancores em suas entranhas por consequência disso, o que muitas das vezes, o impossibilita de se reerguer. Um homem fraco é, consequentemente, a escória de nossa civilização, desde os primórdios, neste nosso mundo acentuadamente seletivo, mesmo que este também lute tanto quanto os outros para sobreviver. O homem fraco limita-se apenas às conquistas ínfimas, e renega todas as outras conquistas que o libertam de sua passividade física, e glória espiritual. Isso se instaura sempre que o homem fraco impõe a si próprio todos os algozes de progresso que ele teve acesso informativo ao longo de sua existência.

O homem fraco nunca se deu conta de que há um outro homem adormecido que repudia todas as suas características ínfimas de fraqueza, assim como os outros homens que o circundam. O homem fraco tornou-se dócil mediante à todas as investidas por parte de terceiros que o menosprezaram, e fizeram, propositalmente ou não, com que ele sofresse um atrofiamento de progresso em todas as suas vertentes. O homem fraco necessita morrer para que o homem forte, desprovido de ego, e adormecido dentro dele desperte. A partir daí, não se trata somente da vitória do homem forte sobre o homem fraco, e sim, do homem forte sobre tudo o que concerne com a fraqueza, em qualquer circunstância, qualquer imposição, ou âmbito social, cultural, e emocional.



Saudações a todos, 
Aqui quem fala é o Charmoso Canalha, novo colaborador do blog. Creio que este breve texto marca a minha estréia por aqui, e é o precursor de muitos outros que virão. Tenho os mesmos objetivos e partilho dos mesmos ideais  do memorável Vlorenz, que, entre outros aspectos, espelha-se em resgatar valores dignos e tipicamente característicos dos homens honrados em nossa atualidade, para que estes mesmos valores nunca possam sucumbir diante das influências e investidas dos mais variados fatores externos que, além de desvirtuar, corromper e desestruturar propositalmente valores que dantes eram ensinados de berço, e que com o passar das gerações, foram e ainda estão tornando-se cada vez mais raros no tracejar de uma identidade masculina que faça jus ao gênero, também em nada contribuem para tal. Até a próxima, abraços.





3 comentários:

  1. Você tem a oportunidade de trazer de volta estes valores, ao menos,àqueles que acompanham seus extraordinários textos.Trabalhe nisso, vale a pena!Não permita que a nossa nova geração perca essa identidade que faz tanto bem e jus ao gênero! Parabéns...

    ResponderExcluir
  2. caraca, muito bom esse texto principalmente a parte: O homem fraco necessita morrer para que o homem forte, desprovido de ego, e adormecido dentro dele desperte.
    Esse tema do homem forte desprovido do ego daria muito texto hein..........

    ResponderExcluir
  3. Esse blog tem me ajudado muito. Vlw vlorenz, vlw canalha

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...